bollywood actresses hair loss hair rehab london contact number cheap hair extensions brazilian curly hair with closure hair extension fails human hair wigs black ponytail hairstyles 2018 sunny hair extensions uk hair extensions remy hair extensions weft koko one piece hair extensions clip hair
Não desabilite a Macro de Segurança do Access, na máquina do seu cliente
Não desabilite a Macro de Segurança do Access, na máquina do seu cliente

Adquira a assinatura vitalícia do site e passe a ter acesso aos arquivos exemplos, vídeos, revistas, livros e ao kit de montagem de ribbons. Você terá suporte por e-mail, caso necessite tirar dúvidas pontuais. Clique AQUI e veja como obter um dos nossos planos. Clique AQUI e faça uma visita a seção Downloads do site e verifique as centenas de arquivos que estará à sua disposição. Clique AQUI e faça uma visita a seção Vídeos do site e veja a lista que estará disponível ao se tornar o nosso assinante vitalício. Clique AQUI e saiba mais detalhes sobre o kit de montagem de ribbons (deixe seus aplicativos com aspecto profissional).



Desde a versão 2003 a Microsoft desabita o VBA e algumas Macros, como forma padrão de segurança.   Ou você desabilita por completo esta segurança ou você deve indicar ao Access que a pasta que contem o seu aplicativo é segura, liberando assim o uso dos códigos e das macros.  Esta configuração da pasta é feita na Central de Confiabilidade.  Mais detalhes sobre como configurar a pasta, neste meu artigo.

O que eu quero chamar atenção aqui é que você, não deve, de maneira alguma, desabilitar por completo esta configuração padrão de segurança, na máquina do cliente e sim, configurar uma pasta segura.   Tudo bem que você desabilite por completo na sua máquina, pois você é o programador e sabe os riscos que corre.   Vejo muitos códigos por aí sendo configurados com o objetivo de desabilitar a segurança por completo, deixando a máquina do cliente vulnerável.  Se você acha que com o Access/VBA não se consegue criar um vírus, convido você a assistir a vídeo-aula deste meu artigo.


Bom estudo!


 

 


Não há comentário

Envie seu comentário: